quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Pai e filha

Pai e Filha
O pai é grande e forte como um jequitibá. Sua voz soa como a de um trovão em avermelhadas tardes de tempestade.
Os vizinhos acreditam ser ele o homem mais feliz da Terra.
Pai e filha acreditam!
Ah!... A filha é inteligente e gordinha como um filhote de coruja. Gosta de invencionices e da fantasia dos contos de fadas.
Pai e filha andam juntos: comungam idéias, dividem e somam carinhos.
Pai e filha sobem montanhas e árvores, comem frutas e dores, mastigam chicletes e gritos, rasgam papéis e perdões.
Pai e filha finalizam tarefas – cada qual a sua – e juntos calam, no silêncio do Amor, a admiração mútua.
Pai e filha zangam, ralham, criticam duramente seus modos, compartilham suas dúvidas, seus erros e anseios.
Pai e filha abraçam-se com força estranha e dolorida, força que marca o corpo e a alma, força que renova a esperança e exalta o espírito.
Pai e filha não duram o espaço do sempre sobre a Terra; sabem que o amanhã chega e que somente além do horizonte habitarão no sempre.
Mas...Pai e filha nunca querem dizer “Adeus”.
Pai e filha recordam os passos do passado, nas trilhas traçadas por seus pés, pelos pés de seus antepassados, suas mentes e corações... sobre a terra adorada e repleta de desigualdades, vestida de azul e amarelo.
Pai e filha reconhecem suas lágrimas e desejam sair pelo mundo, de braços dados, escrevendo poesias sobre vida e verdade, pintando os muros, pichados de violência, com palavras de consolo e gratidão a Deus, cantando a fé e fazendo a revolução mais extraordinária de todas as revoluções: a da extinção da fome. Pai e filha lhe dariam o nome de “A Revolução Gentil”, em homenagem ao profeta metropolitano, Gentileza.
Pai e filha.
Ambos prenunciam o fim.
E o pai tem seu tempo antes do tempo da filha. É o momento de crer em um... “Até breve!”
..................
A filha está só e abatida. Olha para o Caminho, olha às setas na estrada e o amparo da luz.
Sabe, no entanto, que não basta olhar. É preciso Ver!
É preciso...
recomeçar.

Mãe e filha
A mãe é inteligente e fofa como uma sábia coruja...

3 comentários:

  1. A família: primeira Instituição Divina sobre a terra... (Que diga o Gênesis)
    A família: berço de inspiração e emoções sem fim...
    A família: benção de Deus pra você e pra mim!

    ResponderExcluir
  2. As palavras oriundas de seus pensamentos revelam a profundidade dos laços de amor criados por nosso Pai Eterno.Você é um ser de sensibilidade e fé, que se expõe lindamente em sua obra.Sou sua admiradora.No "sempre".

    ResponderExcluir
  3. denisejacqueline7 de maio de 2010 10:50

    Ler suas obras pela manhã é terapêutico, pois minha alma se banha na poesia e no encanto que brota de seu ser. Puro enlevo.

    Penso em você todos os dias.
    Com amor.

    ResponderExcluir